PUBLICIDADE

[Resenha] O Hobbit, J.R.R. Tolkien

13 de dez de 2014


“Bilbo Bolseiro é um hobbit que leva uma vida confortável e sem ambições, raramente aventurando-se para além de sua despensa ou sua adega. Mas seu contentamento é perturbado quando Gandalf, o mago, e uma companhia de anões batem em sua porta e levam-no para uma expedição.”

Fala galerinha, está no ar mais um #LeitorDeBula e vamos aproveitar que nessa semana estreou “O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos” e vamos falar um pouquinho sobre esse clássico escrito por J.R.R. Tolkien.

“Numa toca no chão, vivia um hobbit”

Bilbo Bolseiro é um hobbit que vive tranquilo no Condado, um hobbit de família respeitada e que nunca saiu para um aventura assim como muitos outros hobbits. Mas sua vida muda de uma hora para outra quando o mago Gandalf e uma companhia composta por 13 anões (Balin, Dwalin, Fili, Kili, Dori, Ori, Nori, Óin, Glóin, Bifur, Bofur, Bombur e Thorin Escudo de Carvalho) aparecem em sua porta a procura de um ladrão para ajuda-los a recuperarem seu tesouro que está na Montanha Solitária em poder de um poderoso dragão, Smaug.

A princípio Bilbo fica receoso e não aceita a proposta, mas acaba mudando de ideia e sai para a aventura que mudaria sua vida para sempre, e também a vida na Terra Média. Então a companhia composta por um mago, um hobbit e 13 anões saem do Condado em direção a Montanha Solitária para recuperarem seu tesouro e matar o dragão que se apossou dele.

Em meio as aventuras e confusões que essa galerinha do barulho se mete, acontece um dos fatos mais importantes do livro e que é o que linka a história com “O Senhor dos Anéis”, que é quando eles são pegos por um grupo de Orcs e após isso Bilbo cai em um dos tuneis cavados pelos “anfitriões” e encontra um anel, ou o Um anel. Que estava em poder de Gollum, uma criatura que habita as profundezas da montanha dos Orcs e após roubar no jogo de charadas, Bilbo fica com o anel para ele.

Após todos escaparem ilesos da montanha, a companhia continua com a sua jornada e pelo caminho vão conhecendo Beorn, os elfos da floresta que prendem os anões, o povo da Cidade do Lago e enfim ao tão esperado ponto de chegada...

Eu queria muito falar mais do livro, mas acho melhor parar por aqui. O Hobbit é um livro muito divertido e bastante dinâmico, bem diferente de Senhor dos Anéis, mas são todos muito bons e vale muuuuuito a pena serem lidos.

Espero que tenham gostado da resenha dessa semana e semana que vem eu estarei de volta para mais uma resenha, então tchaaaau.

Curta a página do CYI no Facebook
Estamos no Orelha de Livro 
Participe do Sorteio de Natal
Comentarios Facebook
Comentarios Blogger

0 comentários:

Postar um comentário




 
Top